Ambientes - Clicksign

Ambientes - Clicksign

39939ad36f867705a738016b15cb8fbf?s=128

Daniel Libanori

November 04, 2019
Tweet

Transcript

  1. Nossos ambientes E porque eles são importantes

  2. O que é A aplicação rodando um servidor com uma

    determinada configuração própria, banco de dados e outros serviços que a aplicação vier a utilizar.
  3. Propriedades • Servidores exclusivos: conta da AWS de Staging •

    Versão da aplicação: v1.55.0 • Configurações: tempo de expiração de token = 5 min etc; • Banco de dados: tavola_staging; • Serviços: chave específica para o Postmark etc
  4. Para que servem • Desenvolver • Testar e homologar •

    Para o cliente experimentar • Produzir valor direto ao cliente
  5. Nossa estrutura • Local • Staging • Sandbox • Production

  6. Local • Desenvolver a aplicação • Testar código • Exemplos:

    máquina do Daniel
  7. Staging • Testar uma versão da aplicação • Homologar uma

    versão da aplicação • Confirmar possíveis erros e/ou comportamentos • Máquinas próprias no AWS
  8. Sandbox • Cliente testar a aplicação sem compromisso • Cliente

    desenvolver utilizando a API sem custos • Testar a aplicação em “nível de produção”
  9. Production • Cliente utilizar a aplicação com seus clientes (cliente-do-

    cliente) • Um item para não tem apenas um item
  10. Fluxo de deploy • Desenvolvimento local • Teste e homologação

    em staging • Deploy em sandbox • 24 horas depois… • Deploy em production
  11. -Alguém que odeia o desenvolvedor de suporte “Fulano falou que

    os tokens não estão chegando”
  12. None
  13. None
  14. Bug • Quem • Quando • Onde • O que

  15. Onde está o bug? • Aplicação: tavola, desk, xpto etc

    • Ambiente: sandbox, production, sandbox E production etc
  16. Futuro • Utilizar cannary release • Re-configurar aplicação sem deploy

    • Auto-escalonar os servidores
  17. Blue-Green Deployment

  18. Cannary release