Regras e Espiritualidade da Congregação Mariana - Pt I

Regras e Espiritualidade da Congregação Mariana - Pt I

Primeira aula sobre as Regras e a Espiritualidade da Congregação Mariana.
Por: Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus, Amazonas

C0f0968555a1e046963baa6b5e74e3c9?s=128

Salve Maria

June 16, 2019
Tweet

Transcript

  1. 1.

    REGRAS E ESPIRITUALIDADE DA CONGREGAÇÃO MARIANA I 16 JUN 2019

    ÀS 17H CONGREGAÇÃO MARIANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO E SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO SALVEMARIA.COM.BR
  2. 2.

    MATERIAL PARA ESTUDO Disponíveis em salvemaria.com.br/biblioteca Manual do Congregado Mariano


    Manresa 1885; FCMSP. 1948; CNCMB. 1949 History of the Sodalities of the Blessed Virgin Mary
 Louis Delplace. 1884 The Sodality of Our Lady studied in the documents
 Pe. Elder Mullan. 1912 Sodality Director’s Manual
 Pe. Frederic Schouppe. 1882 Rules and Instructions for the Sodality
 Sodality of the Immaculate Conception. 1703 Historical Sketches of the Sodality of Our Lady
 Augustus Drive. 1916 True Source of the Sodality Spirit
 Fr. Hugo Rahner, S.J. 1952 Hints and Helps for those in charge of the Sodality
 Pe. Elder Mullan. 1907 Vida Mariana
 Pe. Paulo Souza. 1960 Social Organization in Parishes
 Pe. Garesché. 1921 Site Salve Maria
  3. 3.

    PLANO DE ESTUDO Aula I - 16/06 Discurso de Pio

    XII sobre as CCMM Definição da Congregação Natureza da Congregação História da Congregação Aula II - 30/06 Discurso de Pio XI Vida e Vantagens; Três características e Símbolos da Congregação Vida e Deveres do Congregado Aula III - 14/07 Os Três Pilares Regras Comuns
 Aula IV - 28/07 Regras Comuns Regras Particulares Elementos essenciais das Regras Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  4. 4.

    PLANO DE AULA Justificativa desse estudo Comentários sobre o discurso

    de Pio XII Definição da Congregação Natureza da Congregação História da Congregação Mariana Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório salvemaria.com.br Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  5. 6.

    Nossa consagração à Santa Mãe de Deus é um dom

    completo de si mesmo para toda a vida e para a eternidade. Um dom não de pura fórmula ou sentimento, mas efetivo, que se prova na intensidade da vida cristã e mariana e na vida apostólica, que faz do congregado mariano o ministro de Maria e, por assim dizer, suas mãos visíveis na Terra, com o fluxo espontâneo de uma vida interior superabundante que é derramada em todas as obras exteriores de devoção sólida, de adoração, de caridade, de zelo.
  6. 7.

    É o que inculca com singular energia a primeira das

    nossas regras: esforçar-se para se santificar no seu estado e se dar deveras, quanto a posição social permitir, a salvar e santificar os outros e a defender a Igreja de Jesus Cristo. Tal é a escolha que o congregado, livremente, aceita de forma resoluta no ato de sua consagração; Tal é o magnifico programa de vida traçado pelas Regras.
  7. 8.

    Um congregado, verdadeiro filho de Maria, cavaleiro da Santíssima Virgem,

    não pode contentar-se com um simples serviço de honra; ele deve estar sob as ordens dEla em tudo, deve ser o guardião e defensor de seu nome, de suas excelsas prerrogativas, o campeão de sua causa, deve trazer aos seus irmãos as graças e favores celestiais de tão boa Mãe, combatendo sem trégua sob o comando daquela “cuncta haereses sola interemit in universo mundo”, daquela que, sozinha, destruiu todas as heresias do mundo inteiro.
  8. 9.

    Vós deveis lutar pela Verdade com as armas da Verdade,

    mas também deveis saber carregar e usar estas armas. Como sereis capazes de adquirir o domínio delas? É pelo estudo de vossa religião, seus dogmas e ensinamentos, sua liturgia, vida, história. Não fazer isso seria trair o passado das congregações marianas, em que sempre se procurou, com todos os meios adequados, encorajar o estudo da fé, a cultura geral e profissional, ambos, naturalmente, em harmonia com o estado de cada um. Esta é uma das grandes características das Congregações Marianas, testemunhadas pelas suas Academias, que graças a Deus jamais foram abandonadas.
  9. 10.

    O tempo presente precisa, portanto, de católicos que estejam firmemente

    enraizados na fé, desde a juventude, que não vacilem, mesmo que não sejam mais sustentados pelo fervor daqueles que os cercam. Católicos que, com os olhos fixos no ideal de virtude cristã, lutam pela pureza, pela santidade, com espírito de sacrifício, tendem a esse ideal com todas as suas forças na vida cotidiana, sempre em frente, sempre retos, sem deixar-se levar pelas seduções e tentações.
  10. 11.

    Eis, amados filhos e filhas, o heroísmo ao qual sois

    chamados, muitas vezes oculto, mas não menos precioso e admirável que o martírio sangrento.O nosso tempo exige católicos sem medo, que professem sua fé abertamente, nas palavras a atos, sempre que a lei de Deus e o sentimento de honra cristã o exigirem. Homens de verdade, inteiros, firmes, intrépidos! Aqueles que não assim serão perdidos pelo mundo.
  11. 13.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  12. 14.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Fim Comum
 A santificação dos membros em seu estado de vida e o apostolado. Formando um único corpo
 Não é, portanto, uma reunião descompromissada ou informal de pessoas. Antes, é um organismo centrado em princípios e uma família de almas. Regido por regras estabelecidas
 A alma das Congregações Marianas são suas regras. Há dois conjuntos de regras, as Regras Comuns, veneráveis pela sua antiguidade e eficácia, e as Regras Particulares, que regulamentam o funcionamento de cada instância da Congregação Mariana Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  13. 15.

    HISTÓRIA DA CM BENEFÍCIOS VIDA E VANTAGENS TRÊS CARACTERÍSTICAS REGRAS

    DE OFÍCIOS VIDA DO CONGREGADO DEVERES DO CONGREGADO A CONSAGRAÇÃO SOBRE A CONGREGAÇÃO SOBRE O CONGREGADO REGRAS COMUNS REGRAS PARTICULARES TEXTOS PREAMBULARES Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  14. 16.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Fim Comum
 A santificação dos membros em seu estado de vida e o apostolado. Formando um único corpo
 Não é, portanto, uma reunião descompromissada ou informal de pessoas. Antes, é um organismo centrado em princípios e uma família de almas. Regido por regras estabelecidas
 A alma das Congregações Marianas são suas regras. Há dois conjuntos de regras, as Regras Comuns, veneráveis pela sua antiguidade e eficácia, e as Regras Particulares, que regulamentam o funcionamento de cada instância da Congregação Mariana Dirigido por um conselho
 Que governa a congregação através de um duplo influxo de obediência e caridade Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  15. 17.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Não apenas um grupo de fiéis, mas uma entidade eclesiástica reconhecida pela Igreja Não apenas reconhecida, mas favorecida Associação pública - Implicações Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  16. 18.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Pelo mútuo apoio que os congregados se dão: união, esforços comuns, bom exemplo, fins comuns, todos animados pelos mesmos sentimentos – a sua união faz sua força Pelos exercícios de piedade em comum; Pelo seguimento de uma regra que é um molde seguro e eficaz de perfeição; Pelas orações oferecidas por todos os membros; Pelos estudos e academias e o grande foco na educação católica; Pelos merecimentos das boas obras de todos os congregados; Finalmente, pela proteção especial de Nossa Senhora. Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  17. 19.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. a vida cristã almejada pelos congregados marianos não pode ser uma vida comum, medíocre, apenas piedosa em que se evita os pecados e se tem uma piedade normal à maioria dos fiéis Antes, deve ser a busca verdadeira da perfeição cristã. A Congregação muito bem foi definida pelos papas como uma ESCOLA DE PERFEIÇÃO Sede perfeitos… A generosidade exigida de um congregado Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor (Ct 2, 15) Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  18. 20.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. Os exercícios de piedade privados, conforme o que a Regra de Vida nos manda Os exercícios de piedade públicos: Reuniões, Comunhão Geral, Exercícios de Santo Inácio, festas, devoções, seções, etc As obras de educação e apostolado As obras de zelo e caridade Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  19. 21.

    A Congregação Mariana é uma associação piedosa estabelecida canonicamente para

    ajudar os fiéis na constante busca da perfeição e da prática das boas obras sob a proteção da Santa Virgem Maria. A proteção especial de Nossa Senhora é o principal meio de atingir o fim proposto pela Congregação. Nossa Senhora protege e dirige aqueles que a servem – diligentes me diligo – e, de maneira muito mais especial, àqueles que a ela se consagram como congregados e procuram imitar suas virtudes – qui mane vigilant ad me, invenient me. A consagração do congregado e a proteção especial que ela granjeia são penhor de perseverança e salvação. Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório - Manaus/AM salvemaria.com.br
  20. 22.

    Do que fica dito, facilmente se conclui com quanta propriedade

    S. Bernardino aplicava às Congregações Marianas o que S. Bernardo dizia das Comunidades religiosas: Ali vive o homem mais puro: cai menos vezes em pecado; quando cai, é menos gravemente; levanta-se mais depressa; anda com mais precaução; tem mais sossego de espírito; é mais orvalhado com a chuva da divina graça; satisfaz mais a Deus e abrevia o purgatório; morre com maior confiança e alegria e é coroado de maior glória no Céu
  21. 23.

    Ou o que diz Santo Afonso, nosso patrono: Como congregados,

    ao serdes inscritos no livro dos filhos de Maria, e mostrar-lhe seu desejo de tornar-vos seus filhos e eminentes servos, sereis por Ela tratados de volta com grande distinção, e protegidos na vida e na morte. Assim, os fiéis ao entrarem na Congregação Mariana, podem verdadeiramente dizer que receberam todas as bençãos: Venerunt mihi omnia bona pariter cum illa – Tudo o que de bom tenho me veio através dela
  22. 25.

    No meio social, quando nele vivem vida de fervor, ação

    e zelo, é impossível que as Congregações não façam sentir intensa e extensamente os seus benéficos influxos. Porque a família e a sociedade lucram sempre quando contam em seu seio homens respeitadores da autoridade e da lei, amantes da ordem, da paz e do progresso, cumpridores conscientes do dever, votados de coração à prática das virtudes cristãs, especialmente à piedade, caridade, abnegação e sacrifício. E tais são os que as Congregações formam.
  23. 26.

    Depois, a Congregação é sempre um foco de apostolado direto:

    Na família, pela educação cristã; na igreja, pelas obras de piedade e seções; na sociedade, pelas relações e influência dos seus membros. As obras de caridade, quando a Congregação é o que deve ser, estendem-se às classes indigentes, num duplo influxo de benfazer que mata a fome do corpo e melhora, preservando até, as almas e os costumes.
  24. 27.

    Na defesa dos sãos princípios é, por natureza, a Congregação

    um baluarte da fé e da razão. A obediência completa à autoridade eclesiástica, o conhecimento mais profundo da religião, o manejo das armas apologéticas nas formações, academias e círculos fazem de cada Congregado um combatente destro e valoroso, com que hão de haver-se os inimigos de Deus e da Igreja.
  25. 28.

    Na propaganda, finalmente, dos princípios cristãos e no ataque aos

    erros modernos, a palavra e a pena dos Congregados podem ser, e tem sido muitas vezes, um dos impulsores mais eficazes da resistência às insídias do mundo contra a Igreja, a Ordem e a Fé.
  26. 29.

    Com efeito, o ideal moral proposto pela Congregação é o

    mais levantado e puro: A Virgem Santíssima. E o amor efetivo e ardente à mãe de Deus faz brotar nos corações e alimenta neles as flores e frutos de todas as virtudes Cristãs.
  27. 30.

    A vida quotidiana do bom Congregado é o exercício contínuo

    e perseverante do amor ao dever e o cumprimento deste, em todas as conjunturas da vida e à custa dos sacrifícios necessários. Assim se forma a consciência, domam-se as paixões e se educa e fortalece a vontade, enquanto nas lides ordinárias e nos horizontes mais amplos abertos à iniciativa nas formações, academias e círculos, a inteligência se ilumina e exercita para os largos vôos da vida.
  28. 31.

    Numa palavra: O congregado tem na Congregação Mariana uma luz,

    uma força, uma orientação, uma fonte perene de espírito cristão e apostólico. Se o aproveita como deve, se dele se informa e conserva, será na vida inteira um combatente incansável de Deus e da Igreja, um apóstolo verdadeiro no meio em que viver, seja qual for seu estado e condição.