Upgrade to Pro — share decks privately, control downloads, hide ads and more …

"Yes, we can do IT!" - PyLadies Recife 2014

Lidy Monteiro
September 06, 2014

"Yes, we can do IT!" - PyLadies Recife 2014

Palestra ministrada no 1º encontro da PyLadies Recife apresentando 10 motivos para as mulheres aprenderem a programar.

Lidy Monteiro

September 06, 2014
Tweet

More Decks by Lidy Monteiro

Other Decks in Programming

Transcript

  1. “Yes, we can do IT!” Andreza Leite e Lidiane Monteiro

  2. None
  3. “Yes, we can do IT!”

  4. Empresas  que  usam  Python   Porque nós começamos! #uhuu! 01

  5. Ada Lovelace

  6. •  Escreveu o 1º Programa! •  1º Programador da história

    é uma mulher! J •  Ada é a 1ª mulher programadora!   Ada Lovelace Como assim?!
  7. •  Ada Augusta Byron King, Condessa de Lovelace (1815 –

    1852) •  Matemática e escritora Inglesa •  Reconhecida internacionalmente por ter criado o primeiro algoritmo para ser processado em máquina analítica. Quem foi Ada?
  8. •  Ajudou Charles Baggage no desenvolvimento da primeira máquina de

    cálculo Como ela fez isso?
  9. •  Criou o algoritmo que poderia ser usado para calcular

    funções matemáticas. •  Ada Lovelace permitiu que a máquina calculasse os números de Bernouilli. Como ela fez isso?
  10. Porque aprender a programar não precisa ser difícil! 02

  11. codifica -> compila -> corrige erro -> compila -> executa

    -> corrige erro… Linguagem   compilada(Java,   C,   C++,   Pascal,   etc)   in>mida   o   iniciante   na   exploração   do   ambiente.  
  12. Escrever uma linha e ver o resultado na hora! E

    COMO QUEREMOS?! Sem compilar nada, s e m e s c r e v e r u m programa inteiro
  13. Magias com Python Não há barreiras entre a linguagem e

    o programador!
  14. Magias com Python -  Sintaxe intuitiva -  Fácil aprendizado - 

    Foco na lógica C  
  15. -  É a primeira linguagem de ensino de programação em

    10 universidades TOP dos EUA -  Interativa -  Multiparadigma Magias com Python hDp://cacm.acm.org/blogs/blog-­‐cacm/176450-­‐python-­‐is-­‐now-­‐the-­‐most-­‐popular-­‐introductory-­‐teaching-­‐language-­‐at-­‐top-­‐us-­‐universi>es/fulltext  
  16. -  Python é poderoso -  Aplicações em diversas áreas da

    computação Magias com Python
  17. "Eu suponho que é tentador, se a única ferramenta que

    você tiver for um martelo, tratar tudo como se fosse um prego" Abraham Maslow The Psychology of Science: A Reconnaissance (1966).   Já   ouvi   falfar   muito   bem   do   paradigma   OO   com   java.   Ele   não  é  bom  pra  tudo?   Te obrigar a usar um único paradigma de programação não é uma boa alternativa para todos os problemas
  18. •  À escolha do cliente e da necessidade real. Python

     suporta  os  paradigmas   funcionais,  procedurais  e  OO.   •  Não precisamos usar um canhão pra matar uma formiga. •  Mas, quando o canhão for necessário, ele está lá.
  19. Porque ser uma boa programadora só depende de você! 03

  20. Robustez e segurança estão mais ligados ao programador/projetista do sistema/aplicativo

    + framework, do que à linguagem. Eu+metralhadora  X  Chuck  Norris+espoleta  
  21. Estude

  22. Pratique muito! Compartilhe Codifique e veja funcionar! Troque conhecimento

  23. Aprenda... ??  Linguagens  de     programação    

  24. Aprenda com as experiências de quem atua na área! 04

  25. •  Inspire-se em outras pessoas! •  Acompanhe seus projetos! • 

    Interaja, pergunte, questione!   Aprenda sempre!
  26. hDp://ericstk.wordpress.com/2013/12/20/como-­‐aprender-­‐sozinho-­‐na-­‐pra>ca-­‐sem-­‐desanimar/  

  27. hDp://blog.jenniferdewalt.com   hDp://ericstk.wordpress.com/2013/12/20/como-­‐aprender-­‐sozinho-­‐na-­‐pra>ca-­‐sem-­‐desanimar/  

  28. Aprenda a aprender! Tire lições das experiências! Aprenda com os

    erros dos outros e evite os seus!
  29. Empresas  que  usam  Python   Porque existem comunidades para te

    apoiar! 05
  30. PyLadies no Brasil: 3 grupos PyLadies no mundo: + 30

    grupos Somos apenas 6% de mulheres na Python Brasil! Vamos mudar isso?!   Nós!  
  31. Mais comunidades Bytes, Bits e Batons

  32. Mais comunidades

  33. Participe!!!

  34. O mercado precisa de você! 06

  35. Relatório da Diversidade: Gênero hDp://newsroom.[.com/news/2014/06/building-­‐a-­‐more-­‐diverse-­‐facebook/   hDp://yahoo.tumblr.com/post/89085398949/workforce-­‐diversity-­‐at-­‐yahoo   hDp://googleblog.blogspot.com/2014/05/ge^ng-­‐to-­‐work-­‐on-­‐diversity-­‐at-­‐ google.html

      hDp://blog.linkedin.com/2014/06/12/linkedins-­‐workforce-­‐diversity/   hDps://blog.twiDer.com/2014/building-­‐a-­‐twiDer-­‐we-­‐can-­‐be-­‐proud-­‐of   hDp://www.ebayinc.com/in_the_news/story/building-­‐stronger-­‐beDer-­‐ more-­‐diverse-­‐ebay  
  36. Relatório da diversidade: Geral 30   37   31  

    30   42   39   70   62   69   70   58   61   0%   10%   20%   30%   40%   50%   60%   70%   80%   90%   100%   Google   Yahoo   Facebook   TwiDer   eBay   LinkedIn   Homem   Mulher  
  37. Relatório da diversidade: Técnico 17   15   15  

    10   24   17   83   85   85   90   76   83   0%   10%   20%   30%   40%   50%   60%   70%   80%   90%   100%   Google   Yahoo   Facebook   TwiDer   eBay   LinKedIn   Homem   Mulher  
  38. 48   52   47   50   49  

    47   52   47   53   50   51   53   0%   10%   20%   30%   40%   50%   60%   70%   80%   90%   100%   Google   Yahoo   Facebook   TwiDer   eBay   LinKedIn   Homem   Mulher   Relatório da Diversidade: Não - técnico
  39. Porque você pode aplicar seu conhecimento em qualquer Área! 07

  40. None
  41.                    

       Big  Data   ≠  Tipos  e  Fontes   2011   2020     +50x     +75x    Recipientes  de  Informação   -­‐1.5x  profissionais  de  TI   Fonte:  2011  IDC  Digital  Universe  Study  
  42. Porque nós podemos e fazemos! 08

  43.   Game CEDET Decolar hDps://gist.github.com/5615826/   Criado  por  uma  menina

     de  12  anos!  
  44. Júlia Rizza “Eu tenho 17 anos e estou terminando o

    ensino médio. Eu comecei a programar mesmo com 15 anos, com Python, mas já mexia com outras coisas relacionadas a desenvolvimento web desde os 12 anos.” www.juliarizza.com  
  45. O que ela fez e faz: Outros  projetos:    

    Cacho.la   Lost&Found           Desenvolvido  com  Python  e  Web2py  
  46. Izabela Guerreiro “Eu  comecei  a  gostar  de  TI  no  ensino

     técnico,   em  2007.    Depois  me  formei  em  gestão  de  TI  e     em  2011  comecei  a  trabalhar  como  analista   de  testes  (  meu  1º  emprego  em  TI  ),  depois  sai   e  comecei  junto  com  meu  namorado  a  fazer   os  freelas  com  PHP  mas  confesso  que  foi  mais   dircil  de  aprender.  Ele  me  apresentou  Python   e  foi  o  céu  rsrs  .    Depois  trabalhei    como   auxiliar  de  TI  em  uma  indústria    e  já   trabalhávamos  com  os  freelas  em  Python,   agora  trabalho  como  programadora  Python.”  
  47. O que ela fez e faz: Desenvolvido  com  Python  e

     Django:   www.izepa.com   www.maxlider.com.br     www.ligiaronconifisioterapia.com.br    
  48. Empresas  que  usam  Python   Por mais mulheres na TI!

    09
  49. hDp://fur.ly/0/fonte  

  50. hDp://fur.ly/0/fonte  

  51. hDp://fur.ly/0/fonte  

  52. hDp://fur.ly/0/fonte  

  53. Empresas  que  usam  Python   Programe ou seja programada! 10

  54. Empresas  que  usam  Python   “A  verdadeira  questão  é:  

     será  que  dirigimos     a  tecnologia,  ou  vamos  deixar-­‐nos  ser     dirigida  por  ela  e  aqueles  que  a  dominam?     Escolha  o  primeiro  e  você  ganha  acesso     ao  painel  de  controle  da  civilização.      Escolher  o  úl4mo,  e  esta  poderia  ser  a       úl4ma  opção  real,    que  você  consegue  fazer."       (Douglas  Rushkoff)   Qual a sua escolha?!
  55. Empresas  que  usam  Python   Reconheça a programação como a

    nova alfabetização da era digital e e como um modelo através do qual se pode ver além das convenções sociais e estruturas de poder que nos afligiram durante séculos! hPps://www.youtube.com/watch?v=kgicuytCkoY     ProgrAME!
  56. Perguntamos: - Vocês vão programar hoje meninas?? Vocês  GRITAM:  

                  - Yes, we can do I.T. !!!!  
  57. Muito obrigada!!! Andreza Leite e Lidiane Monteiro