Refatoração (Pagar.me Talks)

Refatoração (Pagar.me Talks)

Material usado no Pagar.me Talks (https://www.youtube.com/watch?v=D7X2hDf3mCQ)

049fbbe4e5fb94c45d6ccd656290d6fb?s=128

Davi Marcondes Moreira

November 14, 2016
Tweet

Transcript

  1. 3.
  2. 4.

    Objetivos principais: 1. Sempre deixar a casa melhor do que

    você encontrou. 2. Tornar o software mais confiável para você e para quem vai mexer nele amanhã.
  3. 7.

    Correções • Débito técnico (o famoso TODO) • Vulnerabilidades e

    bugs • Acúmulo de más práticas Melhorias • Atualização de dependências • Melhorar performance • Diminuir complexidade (o código deve ser simples)
  4. 8.

    Correções • Débito técnico (o famoso TODO) • Vulnerabilidades e

    bugs • Acúmulo de más práticas Melhorias • Atualização de dependências • Melhorar performance • Diminuir complexidade (o código deve ser simples) Criação • TDD: red, green, e, qual era o terceiro mesmo?
  5. 9.

    Correções • Débito técnico (o famoso TODO) • Vulnerabilidades e

    bugs • Acúmulo de más práticas Melhorias • Atualização de dependências • Melhorar performance • Diminuir complexidade (o código deve ser simples) Criação • TDD: red, green, e, qual era o terceiro mesmo? Refactor.
  6. 11.

    Colaboração • Refatorar não é uma atividade isolada. ◦ Pedir

    ajuda aos colegas ◦ Discutir em grupo/equipe ◦ Alinhar métricas e regras ▪ Mínimo de % na cobertura de testes, padrões de estilo ◦ Não ser negligente e assumir responsabilidade
  7. 13.
  8. 14.
  9. 15.
  10. 16.
  11. 17.
  12. 19.

    1. Renomeando métodos • Usando forma mais claras, curtas e

    concisas, ou mesmo verbosas se necessário. • Ser o mais explícito possível. • Em casos críticos, reescreva a nova chamada dentro do método antigo, depreciando o método anterior e evitando quebrar compatibilidades enquanto a adoção do novo método é feita por toda a equipe.
  13. 20.

    2. Extrair responsabilidades de um método em um novo(a) método/classe

    • Identificar que parte de um código pode ser reescrita em outro lugar, reduzindo a complexidade. • Abre espaço para refletir sobre princípios como 'o que de fato isso deveria estar fazendo?', 'qual a verdadeira responsabilidade desse método?' e encaixar boas práticas como SRP de orientação à objetos.
  14. 21.

    3. Eliminar código morto • Código que não tem mais

    uso, ou é fruto de copiar de uma parte específica do projeto para outra, que ficou para trás. • Não ter medo de excluir código. Partes antigas podem ser recuperadas pelo SCV. • Requer uma boa estratégia de teste.
  15. 23.

    Entregas pontuais O código fica mais compreensível, organizado e flexível

    à mudanças. Confiança e segurança ao editar o código Maior visibilidade dos problemas. Garantia de qualidade Fim da síndrome da casa de vidro. Uma bela noite de sono =P
  16. 25.

    No episódio de hoje… • Tudo o que se precisa

    é intenção. • Refatoração acontece em vários momentos. E todos podem e devem ajudar. • Quanto mais cedo e pontual, mais fácil de fazer. • Nem toda refatoração é simples, e cada caso precisa ser muito bem analisado para verificar todo impacto e esforço.. • "A única certeza sobre software é que ele muda."