Ecossistema

 Ecossistema

Palestra apresentada na 1ª PythonNordeste onde é explicada a importância da comunidade e são compartilhadas atitudes que podem te ajudar na busca pela autonomia.

D47e5a6a94e793ad1a1c315d6ab63877?s=128

Henrique Bastos

May 25, 2013
Tweet

Transcript

  1. 1.

    Ecossistema Django Henrique Bastos PythonNordeste 2013 Inicialmente esta palestra seria

    sobre o Ecossistema Django, que permeia a incrível comunidade responsável pelo sucesso do framework.
  2. 2.

    http://www.youtube.com/watch?v=dNJXN70Nqt0 A ideia original era apresentar um upgrade da palestra

    "Trabalhando com Django para não ter trabalho" que apresentei na PythonBrasil[8] e no Multirão Python. Você pode ver o vídeo aqui: http://www.youtube.com/watch?v=dNJXN70Nqt0 Mas após conversar com a galera no evento, decidi falar de Ecossistema, em vez de me limitar ao Django.
  3. 5.

    Henri...quem? Meu nome é Henrique Bastos. Sou apaixonado por desenvolvimento

    de software e trabalho com Python, Django, Métodos Ágeis e Software Livre. Sou o que alguns chamam de Consultor Independente, ou Freelancer, ou uma empresa de um homem só. Mas não trabalho sozinho. Muito pelo contrário. Participo de negócios em rede com diversos profissionais da Comunidade Open.
  4. 6.

    O Welcome to the Django é um curso online onde

    tenho compartilhado minha experiência com muitos alunos pelos últimos 3 anos. Conheça mais em: http://welcometothedjango.com.br
  5. 7.

    Disclaimer Nesta apresetação eu apenas oferto a minha experiência e

    visões para você. Aproveite o que julgar bom, e descarte o que não lhe servir.
  6. 8.

    "Python is for fun and profit!" Além da capacidade de

    entregar projetos com eficiência, também sobra mais tempo, se aprende um monte de coisas diferentes e principalmente, se conhece mais e mais gente interessante.
  7. 9.

    Comunidade! Essa comunidade faz toda a diferença. Mas antes de

    explicar, é melhor eu mostrar o que é uma comunidade.
  8. 14.

    A comunidade não se limita a um local físico. Ainda

    que você esteja em outro estado, na sua cidade natal, a comunidade estará praticando os rituais sagrados toda santa quinta-feira.
  9. 15.

    E se você não estiver lá, a sua namorada acompanha

    a turma e todos descobrem que ela joga melhor do que você, certo @bbfontes?
  10. 16.

    Entender que comunidade inclui a família é muito importante. Quando

    você sentir dificuldades, sua família será decisiva para que você continue.
  11. 18.

    Lugares tão bonitos que quando contemplados ao pôr-do-sol, criam um

    clima de tranquilidade. E o momento só é interrompido por um desenhista ambulânte que se oferece para desenhar o casal.
  12. 22.

    E por mais que a circunferência de alguns possa nos

    confundir, a comunidade não é um "clube do bolinha". Muito pelo contrário. A comunidade é inclusiva. O que nos dá o privilégio de conviver com mulheres como a Tânia, que nos lidera na organização de duas mega conferências numa tacada só: PloneConf e PythonBrasil[9].
  13. 23.

    Por último e mais importante, a comunidade é feita de

    gente nova. Gente curiosa que trás novas perguntas, que trás animação, que renova a comunidade fazendo toda a diferença, só por estar ali, presente.
  14. 24.

    Comunidade é um grupo de pessoas que interagem e compartilham

    um mesmo conjunto de valores. Comunidade é isso!
  15. 26.

    Quem é você? O que nos trás à grande pergunta:

    Você sabe quem você é? Você sabe o que você quer da sua vida? Você sabe se os seus sonhos são seus mesmo? Você é feliz com as respostas que você encontrou para estas perguntas?
  16. 27.

    Eu não me surpreenderia se você não conseguisse responder. A

    verdade é que fomos programados, deformados, para receber essas respostas de outros em vez de construirmos a nossa própria.
  17. 30.

    Hack it! No entanto, um sistema será sempre um sistema.

    Então hackeie! Existem formas de hackear o sistema, mas o mais importante é não fazer isso sozinho. É importante hackear com a comunidade. Veja: http://vimeo.com/24365664
  18. 31.

    "Wake up!" "Acorde" é o que diz a música. Acordar

    é tornar-se consciente. É se auto-conhecer para reconhecer o entorno. Para ver o sistema como ele é: Uma vasta rede.
  19. 33.

    Centralizada, Descentralizada ou Multi-centralizada e Distribuída. Estas imagens mostram os

    mesmos nós organizados nos três padrões. Por algum tempo imaginou-se que as redes nascem centralizadas, e vão evoluindo para multi-centralizada e então para distribuída.
  20. 34.

    Mas hoje se sabe que é o contrário. As redes

    nascem distribuídas e de acordo com a necessidade do momento, sua configuração se adapta. Os problemas acontecem quando se força uma configuração independente da necessidade do momento. Os desperdícios que observamos na nossa sociedade tem sua raíz nesta configuração forçada, instituída.
  21. 35.

    Os 3 padrões ocorrem simultaneamente em uma rede. Algumas redes

    são mais distribuidas do que centralizadas, outras mais centralizadas do que distribuídas.
  22. 36.

    Esses padrões são fractrais. Encontramos a mesma dinâmica no mundo,

    no país, no bairro, na comunidade hacker, na familia. Por muito tempo ignoramos as redes. Graças ao que temos observado com o Open Source estamos mais atentos à novas formas de organizar a sociedade. Mas ainda há chão pela frente...
  23. 37.

    © Warner Bros Ética Guerreira Ainda temos dificuldade de pensar

    em iniciativas distribuídas devido ao software que roda em nossos cérebros. Somos programados para atuar com a Ética Guerreira, que segue o paradigma do êxito, de ser o melhor, o maior, o mais.
  24. 38.

    Competição Nesta ética, o modelo comportamental é de competição. E

    quando só se pratica este modelo, frequentemente competir deixa de ser "chegar em primeiro" e passa a ser "impedir que outros cheguem em primeiro".
  25. 39.

    Ética do Cuidado Uma alternativa mais alinhada com a forma

    distribuída é a Ética do Cuidado, explicada por Bernardo Toro. Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=5nivihNqbXk
  26. 40.

    Cuidar de si mesmo Cuidar dos outros Cuidar do entorno

    Esta ética propõe que: Cuidemos de nós mesmos, buscando autonomia e auto-educação; Cuidemos dos outros, dos que estão próximos, dos distantes e dos desconhecidos; Cuidemos do ambiente.
  27. 41.

    Colaboração Na ética do cuidado, o padrão comportamental é de

    colaboração. Entende-se que há interdependência entre o seu estado de felicidade e o da comunidade. Veja neste vídeo o que acontece em 22 anos de colaboração: http://www.youtube.com/watch?v=NmTETUjSbHM
  28. 42.

    #comofaz? Se para você tudo isso é novo e quer

    saber como você pode fazer para participar mais da comunidade, vou compartilhar algumas dicas que vêm me ajudando muito ao longo dos anos.
  29. 43.

    Psicológico + Social Primeiro é preciso compreender que existem dois

    contextos separados que atuam em conjunto o tempo inteiro: O psicológico e o social. O psicológico é individual. É tudo aquilo que só existe em você, na sua cabeça. O social é tudo aquilo que existe entre as pessoas. O social trata das relações entre as pessoas, não do conjunto de pessoas.
  30. 44.

    10 atitudes para Hackear a Indústria de Software. Vamos falar

    primeiro sobre você, do individual, do psicológico. O Klaus Wuestefeld, que participa da Comunidade Open, mapeou 8 atitudes e eu decidi incluir mais duas.
  31. 45.

    Torne-se excelente Seja realmente bom em alguma coisa. Não fique

    só choramingando ou querendo progredir às custas dos outros. Não pense q pq vc sentou 4 anos numa faculdade ouvindo um professor falar sobre software q vc sabe alguma coisa. Jogador de futebol não aprende a jogar bola tendo aula. Ele pratica. Instrumentistas geniais nao aprendem a tocar tendo aula. Eles praticam. Pratique. Chegue em casa depois do trabalho e da aula e pratique. No final de semana, pratique. Crie seu próprio virus, seu proprio jogo, seu proprio SO, seu proprio gerenciador de janelas, seu proprio webserver, sua propria VM, qq coisa. Varias coisas. Nao precisa ser só programacao. Pode ser networking, vendas, etc. Só precisa ser bom mesmo. Tenha paixão pela coisa. As melhores praticas do mercado sao polinizadas primeiro nos projetos de software livre. Aprenda com eles. Discípulo, Viajante, Mestre: Primeiro seja um discipulo, tenha mestres locais, aprenda alguma coisa com alguem realmente bom, qq estilo. Depois viaje, encontre outros mestres e aprenda o estilo deles. Por fim, tenha o seu estilo, tenha discípulos, seja um mestre. Vou fazer o curso da Mary Poppendieck em SP semana q vem e qdo tiver o curso de Scrumban do Alisson e do Rodrigo quero fazer tbem. "Torne-se excelente" tbem pode ser chamado de "Melhoria Continua" ou "Learning".
  32. 46.

    Não seja deslumbrado Desenvolvimento de software é a mesma coisa

    há 60 anos: modelo imperativo. Há 30 anos: orientação a objetos. Bancos de dados relacionais: 30 anos. ("Web", por exemplo, não é uma tecnologia ou um paradigma. É meramente um conjunto de restrições sobre como desenvolver e distribuir seu software). Não corra atras da ultima buzzword do mercado. Busque a essência, os fundamentos. Busque na wikipédia e grokke: determinismo, complexidade de algoritmos "O()", problema de parada de turing. Pronto, pode largar a faculdade. Falando sério. Trabalhe com software livre. Não dê ouvidos a grandes empresas, grandes instituições ou grandes nomes só pq são grandes. Vc acha q vai aprender mais, ter mais networking e mais chance de alocação no mercado trabalhando em par comigo no Sneer por um ano, 8h por semana, ou passando 4 anos na faculdade, 20h por semana, pagando sei la qto por mes? Vc acha q vai aprender mais trabalhando em par com o Bamboo 6 meses na linguagem boo e na engine do Unity ou fazendo um ano de pós em "a buzzword da moda"? "Nao seja deslumbrado" tbem é conhecido como "Coolness".
  33. 47.

    Mantenha-se móvel Com a demanda q temos hoje no mercado,

    se vc é desenvolvedor de software e n consegue negociar um contrato com uma empresa onde vc é pago por hora e pode trabalhar qtas horas quiser com um minimo de meio periodo, vc precisa rever a sua vida. É melhor ter dois empregos de meio-periodo q um de periodo integral, pq vc pode largar um deles a qq momento. Vc nunca vai conseguir nada melhor se nao tiver tempo, se nao tiver disponibilidade pra pegar algo melhor qdo aparecer. Vc sustenta seus pais e 7 irmaos? Nao. Entao para de ser ganancioso e medroso no curto prazo, para de pagar facu, mestrado, pós, MBA, sei-la-o-q e vai aprender e empreender. Trabalhe remoto. Não é o mais fácil, mas é perfeitamente possível. Não fique reclamando q está trabalhando demais. Aumente seu preço e trabalhe menos.
  34. 48.

    Emparceire-se promiscuamente Participe de dojos, de congressos, de projetos de

    software livre. Tenha amigos, colegas, conhecidos. Seja conhecido. Nao faça ruído em seis projetos e doze fóruns. Ajude de verdade em um ou dois projetos de cada vez. Ao longo do tempo, vc terá ajudado em varios projetos, trabalhado em varias empresas.
  35. 49.

    Tenha mentalidade de abundância Ajude seus amigos sem cobrar (a

    "camaradagem" do Vinícius). Dê palestras gratuitas. Cursos gratuitos. Participe de projetos de software livre. Pare as vezes uma tarde pra receber um amigo seu e explicar seu projeto. Vá visitar seus amigos nos projetos deles. Viaje com algum amigo seu pra visitar um cliente dele, só pra conversar e fazer companhia. Vc tem um espaço onde dá cursos? É uma Aspercom, Caelum da vida? Chama os brothers p dar curso. Porra, bola um modelo em q as pessoas podem se inscrever para cursos variados, pagando um sinal, e mantém tipo uma agenda pre-combinada: "Será numa terça e quinta a noite, avisadas com duas semanas de antecedencia". Se rolar, beleza, se depois de meses nao der quorum, devolve o sinal. Pode ser curso de Prevayler, de Kanban, de Scrum, de Lean, de Comp Soberana, de Restfulie, de Cucumber, de Rails, de Teste Automatizado Mega-Avançado, qq coisa. Chame amigos seus pra dar curso em dupla com vc. Divida clientes. Divida projetos, mesmo q nao precise de ajuda. Dizia o pai de um brother meu de infância: "Tudo q custa dinheiro é barato."
  36. 50.

    Busque modelos de custo zero Trabalhe em coisas q tem

    custo administrativo/burocratico/manutencao zero. Por menos ganho q tragam, depois de prontas, estarao tendo uma relação custo/beneficio infinitamente vantajosa.
  37. 51.

    Seja frugal Leve uma vida simples. Respeite o seu dinheiro

    e não esbanje com bobagem. Cuidado as espectativas de terceiros. Ao comprar um carro por status, você vai acabar se privando de outras coisas mais ligadas ao que você sinceramente deseja. Independente do que você valoriza, tenha consciência de que não dá para fazer tudo. Aprenda a priorizar, gaste menos do que você ganha e crie o hábito de poupar.
  38. 52.

    Ganhe notoriedade Faça coisas massa. Participe de projetos de software

    livre. Dê palestras gratuitas. Promova eventos (dojos, debates, grupos de usuarios, etc). Notoriedade é sobre ser notado, reconhecido e não é meramente "ser famoso".
  39. 53.

    Divirta-se Quando as coisas são baratas emocionalmente são percebidas como

    mais fáceis. Divertir-se no processo irá te retroalimentar com a energia necessária para continuar caminhando.
  40. 54.

    Entenda o medo Meta a cara. Arrisque empreender. Não confunda

    empreender com ter uma empresa. Lidere iniciativas. De encontros em bares à eventos. Você quer criar um negócio? Aprenda a servir as pessoas. Sirva a sua comunidade. O que você tem a perder? No máximo um emprego, mas isso pode ser revertido facilmente em um mercado aquecido como o atual. O pior que pode acontecer é não dar certo. Mesmo assim você terá aprendido muito mais do que batendo cartão. Saia da zona de conforto. Se o seu trabalho estiver fácil e sob controle, isso significa que ele não está mais agregando para a sua evolução técnica e pessoal. Não desperdice a chance de trocar de função se a nova oportunidade for mais desafiadora. Isso fará você crescer tecnicamente e o preparará para desafios maiores ainda. Conhecer pessoas novas é tão importante quanto manter-se em contato com código. Não se detenha por insegurança ou pela sensação de despreparo. Como você acha que vai ganhar experiência em alguma coisa se sempre adiá-la?
  41. 55.

    Fear is the path to the Dark Side Não é

    possível se livrar do medo. Mas é possível aprender a conviver com ele. É possível usá-lo de forma positiva. Coragem não é a ausência de medo. Coragem é a capacidade de continuar andando, à despeito do cagaço que se sente.
  42. 56.

    smallactsmanifesto.org Depois que você começar a sua caminhada individual/psicológica, estará

    interagindo mais e mais com a comunidade. O Small Acts Manifesto fornece um conjunto de 10 princípios que poderão te ajudar a caminhar positivamente no âmbito social. Veja mais nestas outras palestras: Empreendendo Comunidades de Sucesso: http://www.infoq.com/br/presentations/devinrio-henrique-bastos Community Overflow: https://www.youtube.com/watch?v=N5uradJQf2g
  43. 57.

    Empodere Pessoas Often, people have false assumptions that stops them

    from doing something. Encourage them! Give them support to try and discover themselves and their path.