Upgrade to Pro — share decks privately, control downloads, hide ads and more …

Modelagem de Processos de Negócios - Notação (Parte 2)

Modelagem de Processos de Negócios - Notação (Parte 2)

Introdução à modelagem de processos de negócios, usando BPMN.
Notação BPMN (Business Process Modeling Notation)

Estes slides são parte de um treinamento sobre Gestão de Processos de Negócios (BPM). Se tiver interesse em executar um treinamento sobre este assunto em sua empresa ou organização, entre em contato: rodrigor@rodrigor.com

22ff5289a049f732a1bd10c17454c86a?s=128

Rodrigo Rebouças de Almeida

December 04, 2018
Tweet

Transcript

  1. Modelagem de Processos de Negócios - PARTE 2 Notação Básica

    1 Rodrigo Rebouças de Almeida http://rodrigor.com rodrigor@rodrigor.com http://twitter.com/rodrigor
 http://fb.com/rodrigoreboucas
  2. 2 Estes slides são parte de um treinamento sobre análise

    de processos de negócios. Se você ou sua empresa tiverem interesse em um treinamento sobre como identificar, modelar, analisar e otimizar processos de negócios, entre em contato. http://rodrigor.com rodrigor@rodrigor.com
  3. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com BPMN • Em um

    modelo BPMN descrevemos: • QUEM? • faz O QUÊ • QUANDO? • Eventos • Colaborações 3
  4. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    4
  5. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    5
  6. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    6
  7. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    7
  8. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    8
  9. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Processo de venda

    9
  10. Notação Nível 1 10

  11. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação • Atividades: •

    Gateways • Eventos de início • Fluxo de sequências • Fluxos de Mensagens 11 • Piscinas e raias • Data Object, Data Store, Data association • Documentation • Artefato: anotação, associação, grupo
  12. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação: Atividades 12

  13. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Atividades 13

  14. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Fluxos de sequência •

    Estabelecem o fluxo do processo • Não podem ultrapassar o limite de uma piscina 14
  15. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Subprocessos 15

  16. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Subprocessos • Representados por

    uma atividade com o símbolo [+] 16
  17. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Subprocessos 17

  18. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Subprocessos 18

  19. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação: Eventos 19

  20. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos • “Coisas que

    acontecem no processo” • Marcam o início dos processos; • Fim dos processos; • Marcam situações de espera 
 (Eventos intermediários) 20
  21. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: início e fim

    • Início: círculo com borda simples • Marca o início de um processo • Fim: círculo com borda em negrito • Marca o fim de um processo 21
  22. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: início: tempo •

    Representam o início de processos agendado • Em geral representamos tempos recorrentes (diariamente, semanalmente, mensalmente, etc, todo dia 3, toda segunda semana, etc.) • Podemos representar prazos regulamentados também (ex.: fim do prazo de inscrição) 22
  23. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: início: mensagem •

    Indica que o processo é disparado a partir do recebimento de alguma mensagem. • Significa que o processo inicia a partir de uma requisição de um agente externo. • Significa também que o processo trata apenas uma mensagem. 23
  24. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: início: múltiplo •

    Eventos que podem ser iniciados a partir de múltiplas situações. • Em outras palavras: múltiplas situações podem iniciar o mesmo processo. 24
  25. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: início: vários inícios

    • É comum processos terem mais de um evento de início, que disparam diferentes atividades. 25
  26. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: fim • Indicam

    o fim de um processo • Podemos representar um “resultado" do fim do processo, através de “sinais" • Um processo pode ter mais de um evento de fim 26
  27. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: fim: mensagem •

    Significa que uma mensagem é enviada ao final do processo; 27
  28. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: fim: erro 28

  29. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos: intermediários • Possuem

    borda dupla; • Eventos que acontecem após o início do processo e antes do fim do mesmo; • O ícone do evento indica a sua natureza; • O fluxo do processo pára até que o evento aconteça. 29
  30. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Evento intermediário: Mensagem Ícone

    preenchido: 
 "Gera a mensagem" Ícone não preenchido: 
 "Aguarda a mensagem" 30
  31. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos intermediários: Tempo 31

  32. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Evento Intermediário: Link •

    Usado apenas para evitar o “emaranhado" de sequências num processo complexo; • O par de links é um atalho para um fluxo de sequência; • O nome do link “liga" os pares. 32
  33. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos de borda •

    Eventos intermediários que representam exceções na execução de uma atividade • Podem interromper a atividade (borda dupla) ou • podem não interromper a atividade (borda dupla tracejada) 33
  34. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Eventos de borda: Exemplo

    34
  35. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Evento de Fim: Terminal

    • Encerra todos os fluxos paralelos que possam estar em execução no processo. 35
  36. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação: Piscinas e Raias

    36
  37. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Piscinas e Raias 37

  38. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Piscinas e Raias 38

  39. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Fluxos de mensagem •

    Estabelecem um fluxo de troca de mensagem entre processos; • Os elementos ligados por um fluxo de mensagem não podem fazer parte do mesmo processo. 39
  40. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação: Dados 40

  41. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Dados • Representa uma

    “variável local” dentro do processo • É possível definir “estado" na especificação dos dados. 41
  42. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Dados - Exemplo 42

  43. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Notação: Desvios (Gateways) 43

  44. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Desvios • Controlam o

    fluxo do processo; • Quebram o fluxo em fluxos alternativos; • Representados por losangos ou “diamantes" no modelo 44
  45. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Desvio XOR • "Ou

    exclusivo”; • Desvio mais comum; • Apenas uma sequência de saída é válida; • Em geral é uma pergunta. 45
  46. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Desvio paralelo • Divide

    o fluxo de entrada em dois ou mais fluxos, paralelos; • Todas as saídas serão satisfeitas; 46
  47. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Desvio baseado em eventos

    • Fluxo segue o caminho do evento que acontecer primeiro. 47
  48. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exemplo: Compra 48

  49. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exercício: Compra e venda

    Pizza • Modele um processo típico de pedido de uma pizza usando um serviço de call center. • Modele os processos de compra (perspectiva do cliente) e o processo de venda (perspectiva da empresa) • Considere que a pizza é entregue por um serviço de entrega contratado pela pizzaria. • Tente detalhar o processo ao máximo. 49
  50. Rodrigo Rebouças de Almeida - http://rodrigor.com Exercício: Vendas através de

    call center • Modele o processo de venda de algum produto através de Call Center. • Considere os passos que a atendente deve seguir diante das inúmeras possibilidades de um atendimento. • Faça um brainstorm com sua equipe e consulte a Internet sobre como funciona um processo de call center. 50