Panorama do Processo de Inovação em Empresas de Serviços Atuantes no Território Brasileiro

Panorama do Processo de Inovação em Empresas de Serviços Atuantes no Território Brasileiro

O presente trabalho se propõe a agregar conhecimento no processo de inovação em empresas do setor terciário brasileiro, levantando as tendências e lacunas do processo, identificando pontos que precisam ser desenvolvidos na implantação eficaz do processo. Após uma revisão literária atual do tema, foram levantados quais os elementos que precisam estar presentes num processo de inovação para que ele ocorra de forma sustentável, definindo um framework com sete áreas de atuação. Como forma de mensurar o estado da inovação aplicou-se uma pesquisa survey para os colaboradores de empresas prestadoras de serviço que atuam no Brasil e observou-se que as organizações brasileiras já seguem o prospecto internacional de buscar a inovação em seu meio, a liderança e os colaboradores se mostram receptivos. Todavia evidenciou-se que a inovação não é totalmente potencializada já que estratégias de gestão de conhecimento e inovação aberta não se encontram disseminadas e não se consegue medir a qualidade dos serviços prestados com eficiência.

456d07b3f7a1ab66502e232fd9b1d378?s=128

Edson Hilios

June 17, 2014
Tweet

Transcript

  1. Panorama do Processo de Inovação em Empresas de Serviços Atuantes

    no Território Brasileiro UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE ESCOLA DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Alunos: Orientador: Co-orientador: Edson Hilios Marques Nunes Ícaro Macedo Fontes Prof.ª Dr.ª Roxana Maria Martinez Orrego Prof.ª Ms. Raquel Cyrmot 08 de Abril, 2012 1
  2. “ ” Introdução A maioria das tentativas em inovar falham.

    E empresas que não inovam, morrem. 2 Fonte: CHESBROUGH, H. Open Innovation, 2003, p. 17.
  3. Introdução 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80%

    90% 100% 1800 1850 1900 1950 2000 2050 Porcentagem Ano 3 Fonte: SPOHER, J. (2006 apud CHESBROUGH, 2010, Open Service Innovation, p. 6) Agricultura   Serviços   Produtos   Evolução do mercado nos EUA desde 1800 Previsão   Dados  históricos  
  4. Setor terciário no Brasil 67% 27% 6% PIB Serviços Indústria

    Agropecuária 4 Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2011. Fonte: BRASIL. Características do Emprego Formal, Min. do Trabalho e Emprego, 2010. 44,1 milhões de empregos formais em 2010
  5. Objetivo geral 5 Adquirir uma visão ampla dos elementos de

    inovação presentes nas organizações prestadoras de serviços que atuam no território brasileiro
  6. Objetivos específicos A.  Levantar os elementos de inovação presentes nas

    pesquisas dos últimos anos, revisando a literatura recente do tema B.  Desenvolver um questionário aplicável aos colaboradores de empresas prestadoras de serviço atuantes no território brasileiro sobre a presença dos elementos do processo de inovação C.  Identificar os elementos mais presentes ou não e as lacunas do processo de inovação em organizações prestadoras de serviços 6
  7. Justificativa 7 Ranking País / Economia Índice (0–100) 1º Suíça

    68.82 2º Suécia 62.12 3º Cingapura 59.64 4º Hong Kong (SAR), China 58.80 5º Finlândia 57.50 6º Dinamarca 56.96 7º Estados Unidos da América 56.57 38º Chile 38.84 45º Costa Rica 37.91 47 Brasil 37.75 47º Brasil 37.75 Fonte: DUTTA; BENAVENTE. Global Innovation Index 2011, p. 27.
  8. Justificativa •  Relevância econômica •  Novas teorias emergindo •  Muitas

    particularidades •  Difícil mensuração 8
  9. Metodologia •  Revisão literária •  Identificação dos elementos da inovação

    •  Pesquisa survey •  Análise dos dados •  Conclusão 9
  10. Definindo serviços 10 “ ” Um serviço é uma experiência

    perecível e intangível realizada para o consumidor no papel de co-produtor. Fonte: FITZSIMMONS, J.; FITZSIMMONS, M. Service Management, 7 ed., 2010, p. 4.
  11. Concentrando-se no consumidor 11 Co-criação Gerar conhecimento tácito Desenvolver experiências

    Oferecer o serviço Envolvimento do cliente Experiência do consumidor Rede de valor dos serviços Fronteiras da empresa –  Parceiros –  Concorrentes –  Investidores –  Terceiros Fonte: CHESBROUGH, H. Open Service Innovation, 2010. Comunicação
  12. Inovação em serviços 12 “ ” Muitos inovadores de sucesso

    em serviços perceberam a necessidade de [...] adaptar o modelo de negócio num esforço de oferecer novas opções de serviço. Fonte: CHESBROUGH, H. Open Service Innovation, 2010, p. 25.
  13. Elementos da inovação 13 INOVAÇÃO Contexto sócio político Cultura empresarial

    Estratégica operacional Liderança e capital intelectual Capacidade de aprendizagem e comunicação Interação com fornecedores Interação com clientes Fonte: Autoria própria, p. 30.
  14. Desenvolvimento da pesquisa survey •  Dados quantitativos •  55 perguntas

    estruturadas e fechadas •  10 de caracterização da amostra •  45 sobre os elementos da inovação •  Formulário Google Docs 14
  15. Questionário •  Escala nominal – Dicotômica •  Escala ordinal – Likert com

    5 pontos 15
  16. Análise da amostra 16 •  Amostragem criteriosa •  207 respondentes

    válidos •  Alpha de Chronbach: α = 0,873 •  Comparação com dados reais
  17. Classificação da amostra pelo perfil 17 Informação reais recolhidas do

    Ministério do Trabalho e Emprego, RAIS 2010. 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% Masculino Feminino Genêro Observado Esperado 0% 20% 40% 60% 80% 100% 18 a 40 Mais que 40 Idade Observado Esperado
  18. Classificação da amostra pelo mercado 18 Informação reais recolhidas do

    Ministério do Trabalho e Emprego, RAIS 2010. 0% 20% 40% 60% 80% 100% Privadas Públicas Natureza jurídica Observado Esperado 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% Grandes Pequenas Porte da organização Observado Esperado
  19. Tendência de respostas 40% 0% 60% 50% 38% 13% 17%

    33% 50% 75% 25% 0% 33% 50% 17% 44% 56% 0% Sim Sem tendência Não Contexto sócio-político Cultura empresarial Estratégia operacional Liderança e capital intelectual Capacidade de aprendizagem e comunicação Inovação aberta 19
  20. + Utilização de incentivos do governo + Parcerias com universidades + Ferramentas de

    qualidade + Parcerias e consultorias + CRM, P&D, GED + Treinamentos - Novos nichos 20 Grandes vs. Pequenas
  21. Públicas vs. Privadas + Equipes multi disciplinares - Líder como facilitador - Recompensas

    - Utilização da internet 21
  22. Avaliação dos colegas de trabalho 22

  23. Avaliação dos indicadores 23

  24. Avaliação do nível de inovação 24

  25. Clareza do processo 25 0% 100% 100% 0% 86% 14%

    100% 0% 83% 17% 62% 38% Altera a percepção Não altera Contexto sócio-político Cultura empresarial Estratégia operacional Liderança e capital intelectual Capacidade de aprendizagem e comunicação Inovação aberta
  26. Conclusão •  Colaboradores reconhecem os elementos •  Organizações querem inovar

    •  Liderança disposta a ajudar •  Colaboradores motivados •  Comunicação ocorre frequentemente 26
  27. Lacunas •  Falta definição de recompensas •  Gestão de informação

    e conhecimento quase inexistente •  Inovação aberta é pouco disseminada •  Falta de ferramentas de qualidade * 27
  28. Sugestões de pesquisas •  Pesquisa qualitativa do que é inovação

    para o funcionário •  Aplicação do Open Service Innovation 28
  29. 29 Obrigado a todos! “ ” Para ter uma boa

    ideia você deve primeiro ter um monte de ideias. Linus Pauling
  30. Panorama do Processo de Inovação em Empresas de Serviços Atuantes

    no Território Brasileiro UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE ESCOLA DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Alunos: Orientador: Co-orientador: Edson Hilios Marques Nunes Ícaro Macedo Fontes Prof.ª Dr.ª Roxana Maria Martinez Orrego Prof.ª Ms. Raquel Cyrmot 08 de Abril, 2012 30